Começar de novo

Quando eu estava crescendo, um de meus livros favoritos era Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery (Ed. Martins, 2009). Em uma passagem divertida, a jovem Anne, por engano, acrescenta um medicamento para pele em vez de baunilha ao bolo que está fazendo. Depois disso, exclama esperançosamente a Marilla, seu guardião carrancudo: “Não é agradável pensar que amanhã é um novo dia, ainda sem erros?”

Gosto desse pensamento: amanhã é um novo dia — no qual podemos começar de novo. Todos nós cometemos erros. Mas, quando se trata de pecado, o perdão de Deus nos permite começar cada manhã zerados. Quando nos arrependemos, Ele escolhe esquecer os nossos pecados (Jeremias 31:34; Hebreus 8:12).

Alguns de nós temos feito escolhas erradas em nossa vida, mas aos olhos de Deus, as nossas palavras e atos passados não precisam definir nosso futuro. Há sempre um novo começo. Ao pedirmos Seu perdão, damos o primeiro passo para restaurar o nosso relacionamento com Ele e com os outros. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:9).

A compaixão e fidelidade de Deus se renovam a cada manhã (Lamentações 3:23), para que possamos começar de novo a cada dia.

Cada novo dia nos dá novos motivos para louvar o Senhor.

por Cindy Hess Kasper | Veja outros autores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *